21 de jun de 2012

21 de Junho dua da Música


Dia da Música

21 de Junho

O que é semiótica da música?
Quando se questiona qual é o significado da música pode-se encontrar diversas respostas, tais como: 'a música não tem significado', 'a música significa formas e sentimentos', 'a música significa as emoções', etc.
Dia da Música
Cabe entender, primeiramente, o que se quer dizer com 'significado'; em segundo lugar, como a música manifesta idéias, formas, movimentos ou emoções; finalmente, como os ouvintes recebem e interpretam os sinais acústicos e seus significados.
A ciência que vai buscar respostas para essas perguntas é a semiótica da música.
Semiótica é a ciência que estuda as formas e os processos de significação.
Em linguagem técnica, a semiótica investiga toda e qualquer forma de semiose (a ação dos signos ou o processo de significação).
Por sua vez, a semiótica da música é a ciência que estuda o significado musical: das bases acústicas à composição, das obras à percepção; da estética à musicologia, etc.
Na verdade, questões de significação são tão antigas como a própria música. Músicos e filósofos de todas as épocas e culturas se preocuparam com essas questões.
Porém, só mais recentemente é que as investigações nessas áreas fizeram uso das teorias semióticas modernas.
Fonte: www.pucsp.br


Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/junho/dia-da-musica.php#ixzz1yNj9EpCW

20 de jun de 2012

20 de Junho dia do Revendedor


Dia do Revendedor

20 de Junho

Revendedor
O Revendedor é um profissional bastante antigo.
O famoso caixeiro-viajante era um exemplo de revendedor.
Este levava em sua mala, viajando de fazenda em fazenda, os mais variados produtos: tecidos, especiarias e utensílios. Ele facilitava o acesso ao consumo e, logicamente, disto tirava seu sustento.
Hoje, a profissão de revendedor é mais variada.
Existem desde os grandes revendedores, que representam grandes marcas em lojas e franquias, como os pequenos revendedores, por exemplo, os revendedores ambulantes, mais conhecidos como camelôs.
De uma forma ou de outra este profissional facilita o acesso dos consumidores a determinados produtos, assim como facilita para o produtor a venda de sua produção
Fonte: UFGNet


Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/junho/dia-do-revendedor.php#ixzz1yHn05kfl

19 de jun de 2012

19 de Junho dia do Migrante


Dia do Migrante

19 de Junho

Migrantes
O indivíduo que muda de uma região para a outra, dentro do mesmo país, é denominado migrante.
Ele pode constituir família, conseguir ocupação e fazer amigos no local para onde migrou ou, ao contrário, ter deixado tudo isso na localidade na qual morava, para tentar a sorte em outra cidade.
A migração é um movimento comum no Brasil, principalmente devido a grande extensão do país. Devido a essa peculiaridade, grande parte de nosso território foi ocupada por meio de movimentos migratórios. O primeiro fluxo aconteceu no século XVI, quando criadores de gado do litoral nordestino partiram rumo ao sertão. Nos séculos XVII e XVIII, as regiões mineradoras dos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, atraíram nordestinos e paulistas.
A diminuição da produção do ouro, por sua vez, ocorrida no século XIX, trouxe parte desse contingente populacional para os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, onde a cultura cafeeira cresceu. Ainda no fim do século XIX, iniciou-se a migração do Nordeste - mais especificamente do Ceará - para a Amazônia, devido à extração da borracha, que adquiriu forte impulso.
Esse fluxo migratório no país continuou também na primeira metade do século XX, quando os nordestinos dirigiram-se para o oeste paulista, à procura de trabalho nas culturas de café e algodão.
Com o término da Segunda Guerra Mundial, o nascimento da indústria contribuiu para o aumento da migração em direção aos grandes centros urbanos. Conseqüentemente, aumentou o número de migrantes que vinham do Nordeste para o Sudeste, principalmente para São Paulo.
A construção de Brasília, em meados dos anos 50, tornou-se foco de atração, ajudando na ocupação da região Centro-Oeste. Já em 70, a modernização da agricultura na região Sul expulsou muita gente do campo para o Centro-Oeste e para o Norte, avançando a fronteira agrícola. Na década de 80, garimpeiros foram atraídos para as zonas de mineração da Amazônia, Maranhão e Pará, em particular.
Fonte: UFGNet


Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/junho/dia-do-migrante.php#ixzz1yC7yOIx6